.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
22
23
24
25
26
27
28
30
31

.favorito

. Felicidade perdida (3)...

. Emocionada

. A Marta nasceu!

. Às minhas filhas

. O 20º Tratamento

. Um resumo da minha luta (...

. Um resumo da minha luta (...

. Um resumo da minha luta (...

. Aqui ficam os links da en...

. Felicidade perdida (4)...

.posts recentes

. FIM

. A Festa de aniversário

. 2 anos

. 7 anos

. E aos 22 meses...

. 23 Anos

. Cusco!!!!!!!!!!!

. 21 meses

. Alguns dias...

. Mais progressos...

.arquivos

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds

Sábado, 6 de Novembro de 2010

O telefone tocou, mas..

Ontem o meu telefone tocou, era da Segurança Social do serviço de adopções.
Não consegui atender e deixaram mensagem a dizerem que tinham uma situação para nos propôr.
De imediato devolvi a chamada, mas a assistente estava em reunião ficando de me ligar logo que pudesse.
Fiquei como imaginam eufórica, não conseguia pensar em mais nada a não ser: VOU TER UM FILHO/A, imaginei tudo, imaginei um Natal diferente, cheio de felicidade, imaginei uma criança a correr pela casa, imaginei o que havia para comprar e comecei a pensar que haviam alguns objectos que tinha que mudar aqui em casa, pensei que tinha que adquirir uma cancela para a minha escada e uns acessórios de segurança para as minhas portas e gavetas, e estava feliz, feliz como nunca pensei.
Foi uma hora, uma única hora de pura felicidade, de euforia. O meu marido tinha o telemóvel desligado pois estava num local em que não era possivel atender, e eu vivi este momento sozinha, era um momento só meu e único na minha vida.
Mas essa hora depressa passou, e de sonho passou a pesadelo, desilusão e a remorso.
É verdade que têm uma criança para nós, uma menina com 23 mêses, mas (e na minha vida tudo tem sempre um mas), ela tem um grave problema de saúde (Hepatite C). Não consta no nosso processo termos escolhido uma crinaça com problemas de saúde e agora estou com uma decisão em mãos de uma criança com um problema grave que se agravou nos últimos tempos segundo me foi dito.
Como é possivel se este não foi um dos nossos critérios de escolha Como é possivel estar há 7 anos à espera de uma criança e terem-me logo escolhido para esta criança?
E se recusar? Perguntei eu à Assistente. Ela respondeu para pensarmos, para falarmos com um médico e que depois numa reunião falariamos, reunião essa que ficou marcada para a próxima 5ª feira.
Falei com a minha médica que me alertou para o pior cenário. Eu não posso ir buscar uma criança que venha a ficar sem ela de novo, não quero perder outro filho, não consigo, não posso!
Porque é que tudo na minha vida tem que ser tão dificil? Porquê? Porque é que eu neste momento fico com um remorso enorme de não ser capaz, e deixar aquela criança ali e eu com tanto amor para dar?
Estou triste...estou a sofrer mais uma vez, porque a vida continua constantemente a colocar-me à prova.

 

Bjs

Susana 

publicado por sonhoterumfilho às 19:19
link do post | comentar | favorito
59 comentários:
De Anónimo a 11 de Novembro de 2010 às 12:01
Minha fofinha não poderia deixar de ca vir...

Quero apenas dizer que seja qual for a vossa decisão, TODAS nos estaremos do teu lado!
Fica um BEIJO muito grande, e mt força para o dia de hoje!!!

Beijo fofinha.
De vina a 11 de Novembro de 2010 às 14:31
Só hoje pude vir aqui, amiga, por isso ainda não tinha deixado nenhum comentário... É uma situação bastante ingrata essa em que te encontras e não merecias nem por nada ter de passar por mais esse drama :(
Mas que raio de maneira de trabalhar é a desses serviços de adopção, meu Deus?! Sabendo tudo aquilo por que tu e o teu marido já passaram, com a perda de duas filhas, como têm coragem de vos propor ficar com uma criança que, possivelmente, e infelizmente, poderão também perder, mais dia menos dia?! É de loucos! Mas não desanimes, querida. Aquilo que tu e o teu marido decidirem será, por certo, a melhor decisão! Beijinhos grandes e votos de muita força!
De Carla a 11 de Novembro de 2010 às 23:33
Que Deus vos ajude e ilumine a tomar a melhor decisão.
Um abraço para amanhã.
Carla.
De TimeTraveller a 12 de Novembro de 2010 às 01:03
Susaninha, que notícia, amiga!
Espero que decidam em consciência.
Sei que vais decidir bem.
Qualquer que seja a decisão, nunca será perfeita.
Porque a vida não é perfeita.
O essencial é decidires de consciência tranquila e sem remorsos.
Se é para ficar com ela, é para dares 200% de ti como mãe.
Se não é para ficares com ela, nada de te martirizares. Coloca para trás das costas e pensa que ainda há outro menino ou menina à tua espera.
Mas, como disse, decidam em consciência.
A meu ver, nestas situações, a família e os amigos próximos podem ser bons conselheiros.
Bejitos
De geriatriaaminhavida a 17 de Novembro de 2010 às 14:43
Eu nem sei o que dizer. Será que as técnicas da segurança social não têm sensibilidade?
Depois de tudo o que passaram proporem uma criança com problemas?
Sim, claro que merece ter uma família , mas não creio que o melhor seja uma família que à partida pense que poderá perde-la rapidamente.
Sim eu também sei que desde que nascemos o que é mais certo é a morte.
Mas "bolas" vocês precisam de paz mental, tranquilidade e não angustia.
A única coisa que eu posso desejar é muita força e muita união entre os dois.
Beijinhos
De mariasantiago a 24 de Novembro de 2010 às 17:28
an~so te conheço pessoalmebte. Mas através deste teu blog já deu para te conhecer um pouquinho melhor e consigo perceber que és uma grande mulher, uma mulher de armas. Deus põe-te à prova a todod o momento e tu aguentas sempre. E vais continuar a aguentar. Aceito e respeito muito a tua decisão e ninguém mais do que tu sabe o quanto foi dificil.
Quem é teu amigo de verdade apoia-te e vai esar sempre do teu lado fosse qual fosse a tua decisão neste caso.
Um grande beijinho e coragem.
De Anónimo a 15 de Dezembro de 2010 às 14:54
Querido Susana,
Compreendo muito bem o teu coração. Já não te deves lembrar de mim, escrevo aqui poucas vezes. A vida não tem qualquer lógica, é injusta para quem merece mais, mas é mesmo assim, não há qualquer lógica de base. Força para este momento e olha para aquilo que tens, que é muito. Um abraço muito amigo,
Maria
De magofra a 17 de Dezembro de 2010 às 09:41
Ola mais uma vez ja ha muito que não visito os blogs das minhas amigas . Hoje dei uma ohladela por aqui e não sei muito bem o que dizer te . Só que a decisão que tomaste é perfeitamente compreencivel .
Beijos e muita muita coragem

Comentar post

.links