.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
22
23
24
25
26
27
28
30
31

.favorito

. Felicidade perdida (3)...

. Emocionada

. A Marta nasceu!

. Às minhas filhas

. O 20º Tratamento

. Um resumo da minha luta (...

. Um resumo da minha luta (...

. Um resumo da minha luta (...

. Aqui ficam os links da en...

. Felicidade perdida (4)...

.posts recentes

. FIM

. A Festa de aniversário

. 2 anos

. 7 anos

. E aos 22 meses...

. 23 Anos

. Cusco!!!!!!!!!!!

. 21 meses

. Alguns dias...

. Mais progressos...

.arquivos

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds

Sábado, 9 de Outubro de 2010

Cansada

Sinto-me cansada, e neste momento dou por mim a pensar como é que eu aguento tanta coisa.

 

No dia do meu casamento, a minha mãe caiu 4 vezes e a 4ª queda trouxe-lhe uma fractura do Fémur. Esteve um mês internada no hospital de Santa Maria, e esta foi a minha lua de mel, 30 dias a caminho do hospital com o meu pai e a minha avó a meu cargo. Ao fim desse mês de internamento e uma cirurgia pelo meio, a minha mãe vem para casa sem andar e eu estive 3 mêses com o meu B. em casa dela a tratar de todos (nessa altura não trabalhava).

 

Quando tudo parecia encaminhado, fomos então para a nossa casa, mas passados uns mêses o meu pai teve um tumor no estômago, mais uma cirurgia, (felizmente bem sucedida) mas logo após teve um AVC que embora não lhe tenha afectado nenhum membro, afectou-lhe profundamente o cérebro e parte da visão. Com este diagnóstico e sendo o meu pai uma pessoa extremamente activa, viu-se sem forças e movimentos para fazer a vida a que estava habituado, levando-o a uma depressão profundo a qual nunca o deixou, até partir. Depois do AVC ainda teve um enfarte e uma embolia pulmonar a qual lhe provocou retenção de liquidos tal que lhe retiraram 2 litros de liquido dos pulmões.

O meu pai acabou por falecer depois de 8 dias de internamento devido a problemas cardiacos.

 

A minha mãe tinha feito entretanto os 10 anos de duração da prótese que tinha na perna. Levou imenso tempo para que o hospital a chamasse e se não fosse um médico espectacular no H. V.F.Xira que se ofereceu para a operar ainda hoje estava sem andar. A minha mãe nesta altura levava uma vida de cama/sofá/sofá/cama. Era eu que lhe fazia a comida, que lhe punha a mesa, que lavava a loiça, que tratava de tudo, e a trabalhar e com a minha casa para cuidar.

 

Depois da cirurgia tudo mudou. Sentia-se bem, e começou a fazer quase tudo em casa. Depois do meu pai falecer, ela continuava cheia de energia e eu sentia-me tão bem e feliz por ver que a minha mãe apesar da idade, estava bem.

Nestes 20 anos de casamento, ainda passamos pela perda do meu sogro e do meu cunhado. Perdas irreparáveis e que deixam marcas para toda a vida (eu sempre me dei muito bem com o meu sogro), passamos por 19 tratamentos de fertilidade nos quais só um me trouxe a felicidade, e pelo meio ainda perdemos as nossas meninas.

 

Agora que tudo parecia mais calmo, sem grandes preocupações de maior, foi diagnosticada a depressão no meu B (felizmente já foi trabalhar, mas ainda está medicado) e a minha mãe que de um momento para o outro ficou com uma depressão enorme e com tremores. Ontem fui às urgências com ela e a médica diz que pode ser hipotireodismo, vai fazer análises para ver e que se não for, pode ser Parkinson. Fiquei sem chão, tenho um nó no estômago, sinto as minhas forças a irem-se abaixo, estou cansada, triste e creio que não tarda estarei eu também com uma depressão. Já estou a tomar uns comprimidos que tenho cá em casa para tomar em SOS, para ver se consigo aguentar, mas é tão dificil, ter que ter forças para mim e para dar aos outros que me rodeiam. Todos estes últimos 20 anos têm sido vividos assim, em constante sobressalto e preocupação.

 

Desculpem o desabafo, mas este meu cantinho também é para isso mesmo, afinal eu não posso estar sempre feliz, ou cheia de força.

 

bjs a todos

Susana

publicado por sonhoterumfilho às 14:03
link do post | comentar | favorito
62 comentários:
De rodrigando a 9 de Outubro de 2010 às 22:23
Amiga
Há alturas da nossa vida em que quando pensamos que já nos aconteceu tudo ela prega-nos uma partida e traz-nos outra ainda pior.
Mas coragem nunca te faltou e não irá agora faltar-te por certo.
Um grande abraço
De Sílvie.M a 9 de Outubro de 2010 às 23:54
Susaninha,

Queria ter palavras que pudessem, de alguma forma, atenuar esses momentos trágicos e tristes pelos quais passaste! :( Ninguém é de ferro, e, por muitas forças que tenhamos, há sempre momentos em que nos sentimos mais frágeis e somos nós a precisar da ajuda dos familiares e amigos.
Fazes muito bem em desabafar aqui no teu cantinho! Eu e outras amigas que te seguem, estamos aqui para te ouvir (neste caso, ler).
Não tenho palavras para te confortar mas deixo-te um beijo enorme e abraço forte cheio de carinho e força para ti! *
Espero que o diagnóstico da tua mãe não seja o pior, que tu recuperes as forças para lidar com tudo (sem teres de recorrer muitas vezes a essa medicação SOS) e que a vida te premeie com aquilo que tanto mereces!! :)

Sílvia
De mjm a 10 de Outubro de 2010 às 04:17
Amiguinha!

Hoje estou triste porque tu Amiga estás a sofrer...
Voltei aqui de novo apenas para te dizer apenas que TE ADORO...

Coragem AMIGA...
De mikas a 10 de Outubro de 2010 às 10:24
Susana...
Não te digo para teres coragem porque a tens de sobra, nem para teres força: tu és a força.
Quero apenas que saibas que me lembro SEMPRE de ti nas minhas orações.
Um grande abraço, cheio de carinho
De azaritos por aqui e por acolá a 10 de Outubro de 2010 às 14:28
Olá. Encontrei este blog através de outro blog. è um blog cheio de textos bonitos, sentidos e reais. Lamento muito tudo o que lhe têm acontecido, é muita coisa para uma pessoa só aguentar. por vezes nós queixamo-nos de tudo e nem nos lembramos que há quem tenha razões para se queixar muito mais...
Espero que o seu sonho se torne real o mais breve possivel, pois você merece essa dadiva que é ter um filho...
Muita força. coragem e felicidade.
Beuxa
De Maria Clara Campos a 10 de Outubro de 2010 às 15:37
Minha querida amiga. Realmente não sei como tens agunentado tantos reveses na tua vida. Será que algum dia vais ter a tão merecida recompensa? Não tenh dúvidas que sim. A minha mãe teve Parkinson mas como foi medicada a tempo nunca teve grandes consequências. Apesar de viver comigo desde a morte do meu pai, ela fazia as sus coisinhas sem dificuldade pois não gostava de estar parada. Pode ser que a tua mãe mão tenha nada de preocupante. Quanto ao teu B. as sinceras melhoras. Uma depressão é uma coisa terrível. Já passei por essa fase quando fiquei sem os meus pais e me senti só no mundo. Ainda hoje não consigo dormir sem tomar um comprimido. Tem calma que tudo se há-de ajeitar a seu tempo. Um grande beijinho para ti.
De Leonor a 10 de Outubro de 2010 às 17:11
Minha kerida Susaninha

k percurso de vida tão atribulado o teu, não há dúvida.

Olha, não tens k pedir desculpa pelos teu desabafo, este cantinho é teu, serve precisamente para desabafares TUDO o k entenderes, coisas boas e menos boas, muito bem te tens tu aguentado ao longo da tua vida, GRANDE MULHER k tanto admiro.

Há alturas das nossas vidas k kuando parece estar tudo bem, logo vem algo para nos deitar abaixo, no entanto, mesmo kuando estamos lá no fundo, também há uma força cá dentro k nos ergue e tu tens mostrado essa força muitas vezes, e mais uma vez vais conseguir superar tudo , sinto isso pelo teu percurso de vida.

Desejo k o teu sonho se concretize brevemente k vai ajudar MUITO todas as atribulações.

Beijo com muito carinho

Leonor
De Ana Rita a 10 de Outubro de 2010 às 18:55
Querida Susana...
Há alturas na vida em que tudo parece nos corre mal! Nada do que se faça resulta e todos os azares nos batem à porta...
Mas estou convicta que, com a energia e optimismo que tens, vais conseguir ultrapassar todas estas barreiras e fases más da vida!! Estou convencida de que tudo vai melhorar a partir de agora!! É preciso é acreditar sempre! Apesar de ser difícil Às vezes...
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Querida Susana... <BR>Há alturas na vida em que tudo parece nos corre mal! Nada do que se faça resulta e todos os azares nos batem à porta... <BR>Mas estou convicta que, com a energia e optimismo que tens, vais conseguir ultrapassar todas estas barreiras e fases más da vida!! Estou convencida de que tudo vai melhorar a partir de agora!! É preciso é acreditar sempre! Apesar de ser difícil Às vezes... <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Bjinhos</A> Grandes!!
De Gabriela a 10 de Outubro de 2010 às 20:33
Embora nada possa fazer para alterar o rumo da tua vida, quero deixar aqui um bocadinho da minha força e pedir-te que olhes para as conquistas feitas nesses 20 anos e não para as dificuldades, mesmo que pareça difícil.

Às vezes, olhamos para trás e os pensamentos levam-nos para a procura de uma explicação que justifique tanto sofrimento e tantas dificuldades, mas ninguém nos dará a resposta que procuramos e o sofrimento não passa. A única solução é vermos a vida pelo lado positivo e tentar realçar só o que conseguimos conquistar até ao momento.

Já passei por momentos tão complicados desde que me conheço, tudo o que tenho foi obtido com tanto esforço, tanta luta, tanto sofrimento, já perdi tanto, tanta gente, mas dei a volta por cima e hoje posso considerar-me uma mulher feliz, muito feliz!

Tens que ter força, por ti e pelos que te rodeiam. Se te fores a baixo, será mais complicado caminhar e lutar por um futuro melhor.

Minha querida, tem fé, mantém-te erguida e sorri para estampar o mal! :)

Bjs grandes
De Célia a 10 de Outubro de 2010 às 22:19
Minha querida amiga...

Nem tenho palavras para ti, nada tem sido facil....

desejo que voltes a encontrar mais uma restia de forças e coragem, para poderes levar o teu barco a bom porto!

Beijos cheios de muito carinho

Célia

Comentar post

.links