.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
22
23
24
25
26
27
28
30
31

.favorito

. Felicidade perdida (3)...

. Emocionada

. A Marta nasceu!

. Às minhas filhas

. O 20º Tratamento

. Um resumo da minha luta (...

. Um resumo da minha luta (...

. Um resumo da minha luta (...

. Aqui ficam os links da en...

. Felicidade perdida (4)...

.posts recentes

. FIM

. A Festa de aniversário

. 2 anos

. 7 anos

. E aos 22 meses...

. 23 Anos

. Cusco!!!!!!!!!!!

. 21 meses

. Alguns dias...

. Mais progressos...

.arquivos

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds

Terça-feira, 2 de Setembro de 2008

Infertilidade e Custos

Hà muito, que desejo "falar" sobre quanto custa ser infértil em Portugal.

 

Começamos por sentir que a gravidez não chega. Procuramos ginecologistas,

 

Preço por consulta: 70,00€

Fazemos ecografias: mais 25,00€

Histerossalpingografia: 250,00€

Análises, espermograma: 80,00€

 

(São precisas muitas consultas, ecografias, análises e espermogramas)

 

Controlamos temperaturas, contamos os dias e as horas em que o nosso sistema reprodutor, como que um relógio dita que é naquele momento que tudo vai acontecer. Criamos ilusões, esperanças, sonhamos...e desabamos por terra.

 

Acabamos por recorrer a ajuda especializada. Procuramos nos poucos centros públicos disponíveis no País e criamos ilusões novamente, mas as esperas, as intermináveis listas de espera, arrastam-nos para tràs quando a nossa vontade é fazer o sentido inverso.

Acabamos por procurar ajuda nos centros privados.

 

Cada consulta: entre 80,00€ e 130,00€,

Espermograma: 80,00€

Análises: gastei recentemente 800,00€ em análises e estudo molecular (sem comparticipação)

Histeroscopia: 180,00€

Ecografia: 25,00€

 

Diagnósticos feitos, avançamos para PMA (Procriação Médicamente Assistida)

 

IIU (Insiminação Intra-Uterina): 600,00€

FIV (Fertilização In-Vitro): 3000,00€

ICSI (Micro-injecção): 5000,00€

DGPI (Diagnóstico Genético Pré-Implantatório): 8000,00€

Doação de Gâmetas: 6500,00€

 

Medicação: 1000,00€ por cada tratamento

Seringas: 0,70€ (são precisas cerca de 30 ou mais por tratamento).

 

No meu caso e no de alguns casais juntamos aos custos o gasóleo, portagens, e desgaste do carro, porque fazemos 560 km: cerca de 500,00€ por tratamento.

 

Partindo do principio que se têm que fazer várias tentativas de tratamentos para se conseguir uma gravidez, e fazendo as contas aos custos, assim chegamos à conclusão que não podermos ir tantas vezes jantar fora como a maioria dos casais o fazem, não podemos ir de férias para onde desejariamos como tantas outras pessoas o fazem, não podemos ter a casa dos nossos sonhos, o carro que idealizamos, porque tudo o que conseguimos amealhar é para o nosso filho...o filho que ainda não existe, mas pelo qual já investimos tanto.

As pessoas que têm filhos queixam-se dos custos dos infantários, das roupas que deixam de servir, do custo dos livros escolares...quem me dera que todo o dinheiro que já gastei fosse para esses fins. Quem me dera...

 

Neste momento preciso ter 9.500,00€ para fazer um tratamento que nem sei se vai resultar.

 

Infelizmente o Estado não apoia os casais inférteis. Cada vez mais as pessoas constituem família mais tarde, esquecendo-se que o nosso sistema reprodutor tem um prazo de validade muito curto. Como é que um casal que está com 36 anos (por ex.) consegue inscrição num centro público? Se depois vai ter que estar cerca de 2 a 3 anos em lista de espera para fazer um tratamento? Quando chegar esse dia já excedeu o limite de idade imposto pelo hospital. E como é que um casal mesmo que seja mais novo consegue ficar parado a ver os anos a passarem à espera que o telefone toque e oiça: - chegou a sua vez. E depois? Se não resultar este tratamento, mais 2 anos à espera de uma nova oportunidade?

E as Seguradoras? Porque não se chegam à frente com este tipo de tratamentos se esta é uma doença reconhecida pela OMS?

E porque é que os medicamentos para a estimulação têm menos comparticipação que os outros medicamentos? A Infertilidade é uma DOENÇA, e deve ser reconhecida como tal.

Quando é que somos ouvidos?  Quando é que temos respostas?

 

Bjs a todos

Susana Pina

publicado por sonhoterumfilho às 22:05
link do post | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.links