.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
22
23
24
25
26
27
28
30
31

.favorito

. Felicidade perdida (3)...

. Emocionada

. A Marta nasceu!

. Às minhas filhas

. O 20º Tratamento

. Um resumo da minha luta (...

. Um resumo da minha luta (...

. Um resumo da minha luta (...

. Aqui ficam os links da en...

. Felicidade perdida (4)...

.posts recentes

. FIM

. A Festa de aniversário

. 2 anos

. 7 anos

. E aos 22 meses...

. 23 Anos

. Cusco!!!!!!!!!!!

. 21 meses

. Alguns dias...

. Mais progressos...

.arquivos

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds

Domingo, 10 de Agosto de 2008

Emocionada

 Foi com uma grande emoção que li a reportagem do Correio da Manhã.

Não podia deixar de agradecer a todos quantos tornaram esta reportagem possível, em especial à jornalista Marta Silva pela sensibilidade que teve ao lidar com este tema.

Marta, Clara, Catarina e Elsa, amigas, obrigada por darem a perceber tudo o que nós passamos.

 

Em especial à Catarina, quero desejar que amanhã seja o dia em que ela vá acordar de um pesadelo, e que ao lado esteja a felicidade, aquela que hà uns dias esteve presente na sua vida e que por breves horas foi interrompida.

 

Sinto que todos nós, casais inférteis, crescemos mais um pouco, nesta sociedade que ainda não consegue lidar muito bem com este problema.

 

Estamos todos de Parabéns.

 

Aqui fica o link da reportagem:

http://www.correiodamanha.pt/noticia.aspx?contentid=555F8564-97D8-4991-87B8-2B9B7D0F05C2&channelid=00000019-0000-0000-0000-000000000019

 

Para quem não leu todo o meu blog, e me fala em Adoptar uma criança, eu passo a contar, que estamos inscritos como casal adoptante desde 2004, e que ainda no passado mês de Julho nos dirigimos à S. Social da qual pertencemos, e nos foi informado que teremos que esperar pelo menos mais 2 a 3 anos. Por isso, e para quem tem neste momento 38 e 47 anos respectivamente, não podemos ficar de braços cruzados à espera que um dia (não sei quando) o meu telefone toque.

É DIFÍCIL ADOPTAR EM PORTUGAL, e só quem não passa por um processo de adopção não consegue entender que nem todas as crianças que estão institucionalizadas estão em condições de adoptabilidade.

 

E já agora pergunto: Se um casal com filhos biológicos também não tem o dever de adoptar uma criança???

A Adopção não é exclusividade dos casais inférteis.

 

Desculpem a minha sincera opinião.

 

Bjs

Susana Pina

publicado por sonhoterumfilho às 18:57
link do post | comentar | favorito (1)
97 comentários:
De Anónimo a 11 de Agosto de 2008 às 10:19
Querida Susana quero deixar-te um bjinho muito especial de agradecimento por dares a face por nós.

Peço a DEUS qque um dia se lembre de todas nós.

Bjinhos grandes e muito OBRIGADO
De Anónimo a 11 de Agosto de 2008 às 10:20
o post escrito ´por anónimo é meu, esqueci-me de me identificar, lol lol lol

gato
De Ana a 11 de Agosto de 2008 às 10:32
Parabéns pelo artigo, está muito bom e relata todo o sofrimento porque passam os casais inferteis e que muitas pessoas não conseguem nunca compreender.
Também eu lutei contra a infertilidade durante 5 anos, mas neste momento tenho um filho lindo.
Nunca desista e lute sempre com todas as suas forças até não conseguir mais.
Desejo-lhe toda a sorte do mundo, pois é uma pessoa fantástica e que já sofreu muito.
Não ligue a comentários menos simpáticos, eles vêm de pessoas que nunca lhe vão saber dar o devido valor.
Parabéns pela pessoa que é.
Beijocas
De Anna72 a 11 de Agosto de 2008 às 10:52
Parabéns e obrigada por mais uma vez dares a cara por todos nós.

Não posso deixar de comentar um comentário que aqui foi deixado e que revela nitidamente a falta de conhecimento e de compreensão de quem não sente na pele este problema, aliás doença (é bom que comecemos a dar o nome devido para que a sociedade, em geral, perceba que a infertilidade é uma doença reconhecida pela organização mundial de saúde e não uma obsessão de uns tolinhos quaisquer). Como tu tão bem referiste, o processo de adopção em Portugal é um verdadeiro calvário que se prolonga por anos e anos. Além disso, a esmagadora maioria das crianças institucionalizadas não estão sequer em condições de poderem ser adoptadas. E a adopção não é uma exclusividade dos casais inférteis. Se é uma obrigação dar uma vida melhor a essas crianças, a obrigação é extensível a todos e não apenas aos casais inférteis. Uma criança não é um prémio de consolação.

Beijos para ti, estiveste muito bem!
De Dina a 11 de Agosto de 2008 às 10:53
Olá é a primeira vez que venho até aqui ao teu cantinho,através da blogosfera neste caso do blog do "visitante" fiquei a conhecer este teu "espaço"que retrata a tua luta diaria.
Eu felizmente já tenho um filhote mas acredito que deve de ser uma angustia muito grande ter que travar essa batalha todos os dias.
Quero aqui deixar um beijinho e com os votos de quando menos esperares que recebam a boa noticia de uma garvidez ou até mesmo o tal telefonema para uma adopção.
Quanto ao que questionas se não será egoismo os casais que Têm filhos biologicos não optarem posteriormente á adopção.....ai talvez surja o mesmo problema que o vosso tambem se inscrevem e depois estão muito tempo á espera,mas isto é uma opinião de "uma ignorante"nesta matéria.
Quero desde já felicitar vos pela vossa luta diária pois só mostram que são uns seres humanos cheios de coragem e desejar que brevemente tudo corra pelo melhor.
Beijos para todos aqueles que ambicionam serem pais.
De Lara a 11 de Agosto de 2008 às 10:56
Parabéns pela coragem...
Vi a reportagem e fiquei mesmo emocionada.
Não desista do seu sonho...Força!*
De Clara a 11 de Agosto de 2008 às 11:13
Eh pá Susana, com tanta informação disponível e continua a haver gente completamente ignorante.

Lá é dever exclusivo de quem não pode gerar um filho da forma convencional adoptar? Leva-se com cada abécula... e há quem os tenha e os trate como calha. Cá na terrinha há 1 ditado que diz, palavras de burro não chegam ao céu olha que é certeiro.
Quando ao resto, lamento só o não terem desenvolvido mais as entrevistas, falo por mim, porque parte do que escrevi já dava para abrir a mentalidade a mais alguns ignorantes. Só desejo que não passem o que nós passamos porque não se deseja mal a ninguém. Apenas que se informem e aprendam a respeitar os outros. Nós no público também estamos na mesma sala de espera que as que vão para as IVG e não as atiramos pra fogueira, pois não?
Continuo na minha... há tanto ainda ser desbravado nesta área...

Um beijinho e desculpa o testamento aqui, morena linda!
De marta casal a 11 de Agosto de 2008 às 11:25
Nem devia me dar a este trabalho, mas...fico indignada com a falta de sensibilidade que pessoas, como a Catarina Pinto, conseguem ter...
Aliás, é gritante como podem ser mulheres. Ás tantas isso é que foi um duro erro da natureza. Percebe-se mesmo que nada entende de PMA. Quando não se entende, não se comenta. Oxalá que pela sua vida fora não tenha que lidar de perto com esta problemática...e não, a adopção não substitui um filho biológico. Lamento que pense assim, sinceramente chego a ter pena de quem pensa assim, mas, se calhar por esse facto pessoas como a Catarina são de tão fácil parir, são demasiado fracas para aguentar uma doença como esta...
No meu blog nao comenta, sabe porquê, nem sequer tem ar para o fazer. O anonimato é ridicula. Até sei lá se o seu nome é Cataria...
Passe mt bem!!!!
De sonhoterumfilho a 11 de Agosto de 2008 às 11:42
Boa Martinha!!!!! Obrigada.
De Maruja a 11 de Agosto de 2008 às 11:34
Olá Susana,
Passei só para te dar uma força e dizer que essa senhora Catarina que se deu ao trabalho de por um comentário tão idiota aqui, também se poderia ter dado ao trabalho de se informar mais sobre a infertilidade e sobre a dificuldade de adopção no nosso país.
Chocou-me imenso ler que fazer um tratamento de fertilidade é ir buscar uma mercadoria à loja. Vê-se bem que essa senhora nem sequer conhece o tipo de tratamentos a que nos sujeitamos. Esse comentário revela muitos defeitos dessa senhora: ignorância, preconceito e tanta falta de respeito pelo sofrimento de todos os casais inférteis.
De Anónimo a 11 de Agosto de 2008 às 11:42
Amiga, primeiro que tudo um muito obrigada por dares a cara por nós e por mostrares mais uma vez o que é a infertilidade!

Lamento muito que ainda existam pessoas com pouca sensibilidade para este nosso "problema", talvez se lhe batesse à porta, ou a ela ou a alguém muito perto dela, visse as coisas com o coração e não com a razão, que neste caso, não tem nenhuma!

As pessoas querem fazer felizes os outros, claro que sim, mas porque é que em vez de opinar, não tem esse tipo de procedimento, como tu dizes e bem, pode até ter filhos e adoptar mais um, porque não? porque talvez tenha a tal "vidinha" perfeita, em que na altura que quer ter um filho, pensa e logo nasce e por aí adiante, porque talvez nunca tenha passado pela tristeza de perder algo que muito amava e que não sabe o que é sofrer em silêncio!

Susaninha, por causa destas e de outras é que a nossa voz ainda não conseguiu chegar onde deveria chegar, há pessoas que nos veêm como pessoas frustadas, que não têm mais onde gastar o dinheiro, porque para elas, uma simples viagem às Caraíbas, de certeza que resolveria o nosso problema!

Enfim... não consigo exprimir mais este sentimento de revolta, acho que os nervos não aguentariam muito mais!

Um grande beijinho e mais uma vez OBRIGADA! Ah, e é verdade, ÉS UMA GRANDE MULHER, ÉS UMA LUTADORA que me orgulho imenso e sei que de uma maneira ou de outra, um dia, todas vamos conseguir!

Cakuxa

Comentar post

.links