.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
22
23
24
25
26
27
28
30
31

.favorito

. Felicidade perdida (3)...

. Emocionada

. A Marta nasceu!

. Às minhas filhas

. O 20º Tratamento

. Um resumo da minha luta (...

. Um resumo da minha luta (...

. Um resumo da minha luta (...

. Aqui ficam os links da en...

. Felicidade perdida (4)...

.posts recentes

. FIM

. A Festa de aniversário

. 2 anos

. 7 anos

. E aos 22 meses...

. 23 Anos

. Cusco!!!!!!!!!!!

. 21 meses

. Alguns dias...

. Mais progressos...

.arquivos

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds

Terça-feira, 30 de Janeiro de 2007

Está quase, Amiguitas...

O nosso Mega-Almoço, está quase à porta, e eu não consigo pensar noutra coisa.

Sinto imensas saudades de todas vós, das amizades que fiz no encontro do ano passado, e que se mantêm. Conheci pessoalmente Amigas de Norte a Sul do País, Amigas que me ajudaram virtualmente quando eu mais precisei. 

Em 16 anos de infertilidade, recordo perfeitamente os primeiros 14, não tinha acesso à net, e falar da minha infertilidade era quase "tabu".

Não tinha com quem desabafar o meu sofrimento, passei meses e meses em tratamentos, e vinha trabalhar com um sorriso nos lábios, como se se tratassem de dias normais para qualquer mulher, mas não eram. A minha família é pequena, os meus pais já com muita idade não percebem a minha dor.

Lembro-me de estar à espera das consultas e das ecos no Hospital, e estarem ali pertinho de mim, casais como eu, mas ali só reinava silêncio, ninguém falava.

A fase das injecções até se passavam bem, mas quando se começam a fazer as ecos de controlo, começa a aumentar o medo, a ansiedade de algo correr menos bem.

Depois das Ecos confirmarem que está tudo bem, vem a fase da punção, do medo de que não tenhamos óvulos, ou se são de fraca qualidade, ou se estão imaturos.

Seguidamente, a fase do namoro, será que conseguem fertilizar? E será que tenho embriões para transferir? E será que chegam ao 5º dia?

E depois a transferência...Será que devo fazer repouso? Será que já se implantaram? E os sintomas? Será que estas dores de barriga são sinónimo de gravidez ou da chegada daquilo que não queremos? E estes 15 dias que nunca mais passam...E eu sem paciência para ouvir ninguém, mas tenho que dar a entender que estou bem, que sou uma mulher que não estou a sofrer, e muitas vezes tenho que dar ouvidos aos problemas dos outros, quando eu tenho um ENORME PROBLEMA comigo...E quando me apetece chorar? Não posso fazê-lo em frente dos outros, para não dar a entender. E quando me telefonavam a dar o resultado da beta, sempre negativo, e tinha que continuar a trabalhar como se o meu mundo não tivesse desabado sobre a minha cabeça.

Isto tudo para dizer que passei muitos anos no SILÊNCIO, o silêncio que infelizmente ainda existe em muitos casais que sofrem desta DOENÇA.

Depois de chegar até vós hà cerca de 2 anos, tudo se tornou diferente. Falo abertamente com quem me entende, quem percebe quando estou triste, ou quando estou muito feliz. São pessoas que sofrem como eu, que sabem dar o valor à tremenda dor que é não poder conceber naturalmente.

Por tudo isso, AGRADEÇO-VOS tanta AMIZADE, e carinho, que têm tido para comigo, jamais me esquecerei, sinto-me muito bem convosco, e quero continuar assim...ADORO-VOS...

Bjs do tamanho do mundo e até sábado

Susana 

 

publicado por sonhoterumfilho às 09:50
link do post | favorito
De CC a 30 de Janeiro de 2007 às 14:54
Olá,

Ao ler as tuas palavras sinto sempre uma grande emoção, és uma lutadora e nunca deixarás de o ser, estamos sempre aqui para ti.

até Sábado.

Beijocas
CC
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.links