.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
22
23
24
25
26
27
28
30
31

.favorito

. Felicidade perdida (3)...

. Emocionada

. A Marta nasceu!

. Às minhas filhas

. O 20º Tratamento

. Um resumo da minha luta (...

. Um resumo da minha luta (...

. Um resumo da minha luta (...

. Aqui ficam os links da en...

. Felicidade perdida (4)...

.posts recentes

. FIM

. A Festa de aniversário

. 2 anos

. 7 anos

. E aos 22 meses...

. 23 Anos

. Cusco!!!!!!!!!!!

. 21 meses

. Alguns dias...

. Mais progressos...

.arquivos

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds

Sábado, 9 de Outubro de 2010

Cansada

Sinto-me cansada, e neste momento dou por mim a pensar como é que eu aguento tanta coisa.

 

No dia do meu casamento, a minha mãe caiu 4 vezes e a 4ª queda trouxe-lhe uma fractura do Fémur. Esteve um mês internada no hospital de Santa Maria, e esta foi a minha lua de mel, 30 dias a caminho do hospital com o meu pai e a minha avó a meu cargo. Ao fim desse mês de internamento e uma cirurgia pelo meio, a minha mãe vem para casa sem andar e eu estive 3 mêses com o meu B. em casa dela a tratar de todos (nessa altura não trabalhava).

 

Quando tudo parecia encaminhado, fomos então para a nossa casa, mas passados uns mêses o meu pai teve um tumor no estômago, mais uma cirurgia, (felizmente bem sucedida) mas logo após teve um AVC que embora não lhe tenha afectado nenhum membro, afectou-lhe profundamente o cérebro e parte da visão. Com este diagnóstico e sendo o meu pai uma pessoa extremamente activa, viu-se sem forças e movimentos para fazer a vida a que estava habituado, levando-o a uma depressão profundo a qual nunca o deixou, até partir. Depois do AVC ainda teve um enfarte e uma embolia pulmonar a qual lhe provocou retenção de liquidos tal que lhe retiraram 2 litros de liquido dos pulmões.

O meu pai acabou por falecer depois de 8 dias de internamento devido a problemas cardiacos.

 

A minha mãe tinha feito entretanto os 10 anos de duração da prótese que tinha na perna. Levou imenso tempo para que o hospital a chamasse e se não fosse um médico espectacular no H. V.F.Xira que se ofereceu para a operar ainda hoje estava sem andar. A minha mãe nesta altura levava uma vida de cama/sofá/sofá/cama. Era eu que lhe fazia a comida, que lhe punha a mesa, que lavava a loiça, que tratava de tudo, e a trabalhar e com a minha casa para cuidar.

 

Depois da cirurgia tudo mudou. Sentia-se bem, e começou a fazer quase tudo em casa. Depois do meu pai falecer, ela continuava cheia de energia e eu sentia-me tão bem e feliz por ver que a minha mãe apesar da idade, estava bem.

Nestes 20 anos de casamento, ainda passamos pela perda do meu sogro e do meu cunhado. Perdas irreparáveis e que deixam marcas para toda a vida (eu sempre me dei muito bem com o meu sogro), passamos por 19 tratamentos de fertilidade nos quais só um me trouxe a felicidade, e pelo meio ainda perdemos as nossas meninas.

 

Agora que tudo parecia mais calmo, sem grandes preocupações de maior, foi diagnosticada a depressão no meu B (felizmente já foi trabalhar, mas ainda está medicado) e a minha mãe que de um momento para o outro ficou com uma depressão enorme e com tremores. Ontem fui às urgências com ela e a médica diz que pode ser hipotireodismo, vai fazer análises para ver e que se não for, pode ser Parkinson. Fiquei sem chão, tenho um nó no estômago, sinto as minhas forças a irem-se abaixo, estou cansada, triste e creio que não tarda estarei eu também com uma depressão. Já estou a tomar uns comprimidos que tenho cá em casa para tomar em SOS, para ver se consigo aguentar, mas é tão dificil, ter que ter forças para mim e para dar aos outros que me rodeiam. Todos estes últimos 20 anos têm sido vividos assim, em constante sobressalto e preocupação.

 

Desculpem o desabafo, mas este meu cantinho também é para isso mesmo, afinal eu não posso estar sempre feliz, ou cheia de força.

 

bjs a todos

Susana

publicado por sonhoterumfilho às 14:03
link do post | comentar | favorito
62 comentários:
De Sofia a 9 de Outubro de 2010 às 14:38
Susana, infelizmente a vida não é justa e trás tanta tristeza a uma só pessoa.

Espero que seja só um susto e que esta tristeza...fico aqui a trocer por ti e que a vida te volta a sorrir.

Um beijo grande
De Sofia a 9 de Outubro de 2010 às 14:55
Olá Susana, sff dá-me o teu email. Obrigada.
Sofia
De sonhoterumfilho a 9 de Outubro de 2010 às 15:40
Sofia, não quero colocar o meu mail publicamente. Se quiseres podes deixar aqui o teu que eu depois apago. Logo a seguir envio-te mail.
bj
susana
De Graça a 9 de Outubro de 2010 às 14:59
Olá Susana, boa tarde.
Cá venho eu mais uma vez ao blog saber das novidades e deparo com este desabafo, perfeitamente legitimo e normal, atentas as circunstâncias .
Ninguém é de ferro e faz sempre muito bem desabafar, realmente foram tantas as coisas e todas seguidas que nestas alturas uma pessoa até pensa que se Deus existe deve andar ocupado...eu pensei assim muitas vezes até conseguir ter o meu filho nos braços.
Já me reconciliei com Ele e acho que no final há sempre uma esperança de dias melhores.
Sinto mesmo muito tudo o que aconteceu na tua vida, mas tb te admiro por teres aguentado tudo de forma tão heróica , de maneira que o que posso dizer é que tentes não ir abaixo, por ti, pelo teu B e pela tua mãe...o resto vem por acréscimo , cuidar dos que nos são próximos tb é importante na vida e faz-nos sentir bem.
Bom fds para ti e um bj
Cinha
De mjm a 9 de Outubro de 2010 às 15:21
Minha Querida,

Como lamento que te encontres assim :(

Desejo muito que a tua Mãe melhore e não se confirme o pior.
Acredita Amiga que todas as fases más têm um fim.

Como sabes o momento que atravesso não é o melhor para ter as palavras "certas" para ti minha Querida.

Só quero que saibas que podes sempre contar comigo para tudo.

Tens que ter Forças Amiga...eu sei que deves ouvir isto muitas e muitas vezes, mas amiga só com Força consegues ultrapassar esta fase menos boa e acredita Amiga que em Breve terás uma Boa Notícia que mudará para sempre o rumo da tua Vida e tens que estar bem para "A" receber...

Coragem Amiga!
As vossas melhoras.

Um Enorme Beijinho de Esperança!
De MARISA a 9 de Outubro de 2010 às 15:34
MINHA QUERIDA TAL SOFRIMENTO MERECIA UMA BELA DE UMA RECOMPENSA....ESPERO K SE AGUENTE POIS É O PILAR DA CASA E PARA A SUA MAE PENSAMENTO POSITIVO ,AS VEZES PENSAM K É UMA COISA E DEPOIS SAI OUTRA ESPERAR PELO DIAGNOSTICO SERA A DECISAO ACERTADA NAO SOFRER ANTECIPADO.BJS MARISA
De aspalavrasque a 9 de Outubro de 2010 às 16:24
Olá Susana!

Espero que tudo não passe de um susto e que a tua mãe recupere rápidamente. Já sofreu tambem bastante. E tu já passaste por muito nesta vida, Deus deve andar mesmo muito ocupado,enfim... Tens sido muito forte até aqui e de certeza que irás arranjar forças para continuar a lutar.
Pelo que li, em breve poderás ter o(a) teu/tua Bebecas contigo e tens que estar bem para cuidares dele(a).

Beijinhos
Ana e Gonçalo
De Vale46 a 9 de Outubro de 2010 às 22:05
Não é de facto nada fácil... Força.
Beijinhos.
De Ana a 9 de Outubro de 2010 às 16:42
Sigo o seu blog diariamente e só posso dizer que a admiro profundamente!!! Quando me disseram que não podia ter filhos começei a pesquisar e encontrei o seu blog e a sua história tocou me tão profundamente que todos os dias procuro aqui uma boa "novidade". Voce é na terra o que as suas lindas filhas são no céu... Anjos!!!
Eu tenho o meu milagre!! E só peço a Deus que lhe envie um milagre também... Seja através de si ou da adoção a Criança é o verdadeiro milagre!!!
De Anónimo a 9 de Outubro de 2010 às 18:28
Olá Susana

De vez em quando visito o seu blog, pq o seu percurso no mundo cruel da infertilidade é idêntico ao meu e tenho uma enorme admiração e respeito pela forma corajosa q tem de estar na vida.

Fiquei triste e incomodada c o desfecho do seu último ttt e, hoje, foi impossível ficar indiferente à carga emocional do seu desabafo. Às vezes até digo ao meu marido: " em matéria de ttts, eu e a Susana devemos ser as criaturas mais azaradas do hemisfério norte..."

Também sofremos de infertilidade idiopática, já passámos pelo público e já gastámos fortunas no privado. As últimas 5 icsi na clínica do Prof. Alberto Barros foram negativas e, apesar de continuar a desejar um filho com a mesma intensidade de sempre, as forças começam a faltar.

Ultimamente dou comigo a pensar q se as coisas nunca correram bem qdo era mais nova, como é q vai ser daqui em diante?
Às vezes sinto q massacrar-me c + ttts já tem pouco de racional, mas preciso de ficar de consciência tranquila q lutei até ao limite das minhas capacidades físicas e emocionais

Também já me assusta voltar a engravidar e perder a gravidez, ou ter uma criança deficiente devido a problemas associados à minha idade.
Tem razão qdo diz q n se desiste de um filho e o medo n nos deve impedir de fazer o q quer q seja, mas as sucessivas derrotas tornam cada vez + complicada a tarefa de racionalizar a dor e o sofrimento.

Como vê, n está sozinha... temos q combater a auto-comiseração, dar valor ao q temos e avançar c força, coragem, generosidade e confiança, nunca permitindo q as dificuldades e as limitações nos envenenem o futuro.

A vida não é justa mas, mesmo assim, é boa.
De grooou a 9 de Outubro de 2010 às 18:51
Amiguinha
Como eu gostava que a vida te desse a maior alegria que tens lutado tanto.
Tenho a certeza que a partir daí, a vossa vida iria ser completamente diferente.
Tu és uma MULHER forte é verdade, mas não és de ferro amiga.
Como eu gostaria de te ajudar, não sei como amiga.
DEsejo-te melhores dias e que a tua familia melhore o mais rapidamente possivel.
Bjs
De cate a 9 de Outubro de 2010 às 21:17
minha querida!
COmo queria que a tua vida fosse diferente... reacheada com o que mereces,, so coisas boas!!
Deixa-me abraçar-te com muita força, posso=?
Beijos muitos muitos
cate

Comentar post

Lilypie Angel and Memorial tickers Lilypie Second Birthday tickers

.links