.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
22
23
24
25
26
27
28
30
31

.favorito

. Felicidade perdida (3)...

. Emocionada

. A Marta nasceu!

. Às minhas filhas

. O 20º Tratamento

. Um resumo da minha luta (...

. Um resumo da minha luta (...

. Um resumo da minha luta (...

. Aqui ficam os links da en...

. Felicidade perdida (4)...

.posts recentes

. FIM

. A Festa de aniversário

. 2 anos

. 7 anos

. E aos 22 meses...

. 23 Anos

. Cusco!!!!!!!!!!!

. 21 meses

. Alguns dias...

. Mais progressos...

.arquivos

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds

Terça-feira, 30 de Junho de 2009

Perda + Dor = Aprendizado

Ninguém diria melhor do que a DrªSandra Cunha (Psicóloga) quando se refere à dor que passam todos os casais que perdem um filho antes deste nascer.

  

"Perder um filho através de um aborto espontâneo ou retido, ou mesmo já na gravidez avançada, é a maior dor que uma mãe pode sentir, porque houve a interrupção do caminho natural da vida, que é gerar, gestar, parir e criar. A vida não prosseguiu, foi abruptamente interrompida.

Passar pela perda do bebé, em qualquer uma destas fases é passar pela perda de um pedaço de nós. A dor da perda é tão imensa que não pode ser descrita, é uma imensa mistura de sentimentos, que vão da dor física à psicológica, da raiva, do rancor, à dúvida e à culpa.

 

A dor física acontece quando há a expulsão do bebé, são contracções iguais às do parto, porém sabe-se que o bebé não irá nascer vivo.
A dor psicológica é a que nos anestesia, nos confunde, nos dopa.
A raiva é o sentimento que se tem em relação a tudo e a todos à nossa volta, mas principalmente em relação a si mesma, a este sentimento está associada a culpa: afinal, o que fiz de errado? Eu tinha o poder de evitar o aborto?
A dúvida é causada pela indefinição dos motivos que levaram à perda.
Normalmente estes sentimentos são sentidos todos juntos, causando o marasma de sentimentos.

A forma de lidar com a dor da perda depende de cada mulher, não existem regras, mas todas devem viver o luto. Luto pela morte do filho. Somente vivendo o luto, a mulher consegue atravessar a dor e continuar a viver.

Não adianta não chorar, não falar, não gritar, não desabafar. Porém nem sempre as pessoas que estão a nossa volta sabem como ouvir, o que falar e como aconselhar.
As pessoas, nestes casos, só precisam estar ao lado, se colocar ao lado, se fazer presente, amparar, abraçar; não adianta dar exemplos, fazer colocações simplistas ou religiosas do assunto, porque somente a mulher que perdeu sabe o valor que tinha este filho, e somente ela sabe o tamanho da sua dor.

Perder um filho é perder um pedaço de nós, sobreviver à perda, é o aprendizado que advém de tudo isto.

 

 

Drª Sandra Cunha, Coordenadora do Dep. de Psicologia da APA"

 

Bjs

Susana Pina

publicado por sonhoterumfilho às 22:46
link do post | comentar | favorito
24 comentários:
De zeza a 1 de Julho de 2009 às 00:23
um bjo no coração....
De maria a 1 de Julho de 2009 às 00:45
É uma dor sem igual...
Beijinho grande
De PauLLa a 1 de Julho de 2009 às 01:51
Pois é amiga.
nao ha dor maior no Mundo...
Dói na alma!!!! Dói no corpo e no coraçao!!!!!
A Dra Sandra tem as palavras sabias e certas!!!

Bjs pra nos, maes e tias de estrelinhas!!!!!

Bj gd amiga!!!
De raio de sol a 1 de Julho de 2009 às 09:31
beijo apertadinho...
De SoNhAdOrA a 1 de Julho de 2009 às 09:32

Infelizmente sei o que é isso, por mais tempo que passe, nunca me esqueço do que aconteceu, mesmo tando grávida outra vez, tou sempre consciente que este é o segundo e não o primeiro, embora tava com pouquissimo tempo quando abortei, foi uma dor muito grande, pois era um filho muito desejado.... Mas desta vez vai correr tudo bem, pois tem o/a irmaozinho/a a proteger esta estrelinha....

Um bjinhos grande

Hasta
De Maria Pereira a 1 de Julho de 2009 às 11:08
Sem duvida mt bem escrito, é mesmo isso que sentimos

Bjs grandes
De infertilidadeumsonhoumavida a 1 de Julho de 2009 às 11:26
Amiga um grande beijo e um abraço bem apertadinho para ti
De mjm a 1 de Julho de 2009 às 12:05
Querida Amiga,

É mesmo uma DOR assim...sem palavras!Corta-nos o Coração e Desfaz-nos a Alma....deixamos de sentir o nosso corpo...mas respiramos....

Sabemos que temos que ser Fortes, sempre!

Coragem amiguinha e Muitos,muitos beijinhos apertadinhos

De inca a 1 de Julho de 2009 às 14:53
um beijnho muito, muito grande
De Time a 1 de Julho de 2009 às 15:04
Amiga, um beijo enorme nesse teu grande coração em ferida...

Comentar post

Lilypie Angel and Memorial tickers Lilypie Second Birthday tickers

.links