.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
22
23
24
25
26
27
28
30
31

.favorito

. Felicidade perdida (3)...

. Emocionada

. A Marta nasceu!

. Às minhas filhas

. O 20º Tratamento

. Um resumo da minha luta (...

. Um resumo da minha luta (...

. Um resumo da minha luta (...

. Aqui ficam os links da en...

. Felicidade perdida (4)...

.posts recentes

. FIM

. A Festa de aniversário

. 2 anos

. 7 anos

. E aos 22 meses...

. 23 Anos

. Cusco!!!!!!!!!!!

. 21 meses

. Alguns dias...

. Mais progressos...

.arquivos

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

blogs SAPO

.subscrever feeds

Domingo, 30 de Setembro de 2007

Felicidade perdida (3)...

Às 20 semanas toca o telefone, era da MAC a darem o resultado da amniocentese, estava tudo bem com os dois fetos, e confirmava-se serem duas meninas.

Fiquei feliz, mesmo muito feliz com a notícia. Nesta altura já sentia as minhas meninas, e o contacto entre mim e elas era de uma intensidade sem limites, falava com elas, acarinhava a minha barriga, como se estivesse a abraçá-las e as  estivesse nos meus braços.

Li imesnsas coisas sobre gravidez e parto, e os primeiros mêses da vida do bebé. Não queria que faltasse nada, e queria estar preparada para a vinda de duas bebes.

Comecei a comprar o enxoval (muito enxoval), porque eram duas e havia tanta coisa a comprar...tudo cor de rosa como manda a tradição, só me faltavam as caminhas e o carrinho que já sabia onde e o que comprar.

Dia 14 de Setembro de 2006:  Dia de Eco morfológica. Mais uma vez ia feliz, voltava a ver as minhas filhas que como sempre estavam lindas, maiores, já pesavam cerca de 500g. e eram a luz dos meus olhos. Saímos daquele consultório radiantes. (Por incrível que pareça, foi o médico que me fez essa ecografia, que depois me viria a fazer o parto).

Era uma 5ª feira, no dia seguinte fui trabalhar, estava tudo bem e no sábado, quando me levantei, senti umas dores, tipo moinhas, mas pensei que fosse normal, mas com o decorrer do dia, foi piorando, e à tarde fui às urgências do hospital onde era seguida (V.F.Xira), depois de explicar à médica das urgências todo o meu percurso para engravidar, e das dores que sentia,olhando para mim, e sem fazer uma análise, diagnosticou-me infecção urinária (devia ter escrito na testa com certeza), sem querer levantar problemas, lá saí com a ideia de que fosse só isso, e fui comprar o antibiótico, o qual tomei logo.

No dia seguinte (Domingo) continuava igual, com as mesmas dores, e à tarde comecei com perdas de sangue que embora poucas eram assustadoras.

Mais uma ida ao mesmo hospital, e desta vez, sim, foi feita uma análise à urina e ao sangue que diagnosticou a infecção. Fiquei internada, mas pensando eu que fosse só por causa da infecção. Lembro-me de ouvir a médica dizer à enfermeira para me colocar a soro com um medicamento, mas esse trabalho nunca foi feito, o que tomava era o antibiótico para a infecção e magnésio. Fiquei em repouso absoluto, sem poder estar de barriga para cima, nem sentada, nem ir ao wc. Confesso que foi complicado, mas o que não faria pelas minhas filhas...

No mesmo dia melhorei, passaram as dores e as perdas. O repouso estava a fazer-me bem.

No dia seguinte (2ª feira), não fui visitada por nenhum médico, eu bem via a médica de um lado para o outro no corredor, mas entrar no meu quarto não fazia parte dos seus planos.

Deixei passar esse dia, e na 3ª feira exigi um medico, para saber como estavam as minhas bebés, e depois de muita revolta com uma das enfermeiras, lá fui chamada para uma eco. O médico que a fez, disse-me que estava tudo bem, as bebés estavam bem, o líquido e as placentas também. Se continuasse assim, deveria ir para casa no dia seguinte. Senti-me renascer, senti que mais uma etapa estava ganha.

Dia 20 de Setembro de 2006:  Era 4ª feira, tive alta do hospital, sem ver um único médico, sabia que o que estava de serviço era o médico que me fez a Eco morfológica. Saí do hospital tão feliz, entrei no carro com o meu B. e fiz cerca de 20 Km (20 mn) até chegar a casa, e quando saí do carro, senti-me toda molhada, mas tinha acabado de sair do hospital, pensei que fosse normal, fui para a cama fazer repouso para ver se passava.

Mas as dores voltaram, só que no dia seguinte tinha consulta com o meu médico e estava a ver se conseguia chegar até lá. Mas não consegui...

Estava assustada, em pânico, mas nunca pensei que a minha gravidez estivesse por horas...

Bjs tristes e muito sentidos

Susana Pina

publicado por sonhoterumfilho às 22:24
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito (1)
Quinta-feira, 27 de Setembro de 2007

Felicidade perdida (2)...

Dia 7 de Julho de 2006: 12 semanas de gravidez. Sentia-me aliviada, tinha conseguido ultrapassar o 1º trimestre, aquele que todas sabemos que tudo pode acontecer. Mas não aconteceu. De novo voltei e Gaia, seria a última vez que lá voltaria, uma vez que depois das 12 semanas seria acompanhada pelo hospital da área de residência. O facto de ter que fazer cerca de 300 hm para cada lado não iria favorecer a minha gravidez, daí a razão de termos (tanto nós como a equipa de Gaia) optado pela nossa área.

Mais uma Eco foi feita, aquela em que vi com muita emoção as minhas meninas, todas formadas, e a mexerem, a mexerem muito.

Como nunca tinha passado por essa experiência, nem imaginava que elas estariam assim, já tão crescidas pensava que iria ver só um pontinho, mas em tamanho maior, tal era a minha ignorância.

Confesso, que depois de estar ali deitada uma hora, a nossa emoção era tanta, que por mim, ficaria ali 24 horas se me deixassem.

Saímos daquele hospital, tão felzes, mas tão felizes...Os bebés tinham as medidas perfeitas, nada de anormal, portanto, tinhamos todos os motivos para celebrar.  Lembro-me de nunca ter visto o meu B. tão feliz. Ia-lhe dar 2 filhos que à partida eram saudáveis.

Dia 28 de Julho de 2006: A minha mãe caí, e parte um pulso. Com imensa dificuldade em andar, pois estava hà anos à espera de uma cirugia. O meu pai também precisava de uma pessoa 24 h por dia e sendo assim, optá-mos por trazê-los para nossa casa.

Com uma casa para cuidar, a trabalhar, e a tratar deles, confesso que não sei como aguentei. Tinha 16 semanas.

Confrontada com a vontade do médico em fazer a amniocentese, e sem saber o que decidir, pois era a vida das minhas filhas que estava em causa, e nunca me iria perdoar se as coisas corressem mal, consultei um médico particular muito experiente na área, e como era de prever a decisão a tomar teria que ser nossa, mas toda a explicação que nos deu, motivou-nos para fazer-mos o exame.

Dia 24 de Agosto de 2006:  Sentia-me feliz, linda, achava-me a mulher mais linda do mundo, e a gravidez ficava-me "a matar".

estava com 18 semanas, neste dia preparei-me e segui para a MAC. Fui fazer a amniocentese. Lembro-me do medo que tinha de que pudesse ser o meu último dia grávida. estes exames trazem muitos riscos de aborto, e no meu caso o risco duplicava, porque teria que fazer dois exames pelo facto de serem gémeos.

Fui chamada, entrei, nervosa, mas depois de estar deitada, descontraí.

O meu B. não aguetou, e ssim que viu a agulha pediu para saír.

Foi feita uma Eco prévia, em que fiquei a saber que iamos ter duas meninas.

O exame custou um bocadinho, mas para quem já passou por tanta coisa, foi só mais um.

Tinha que fazer 3 dias de repouso absoluto, ao qual segui à risca.

Por incrível que pareça, tinha perdido o medo. A minha gravidez iria chegar ao fim e eu iria ter as minhas filhas nos braços...

 

Bjs tristes

Susana Pina

publicado por sonhoterumfilho às 22:06
link do post | comentar | ver comentários (18) | favorito
Terça-feira, 25 de Setembro de 2007

Felicidade perdida (1)...

Perdoem-me por estar sempre a falar do mesmo, mas a minha vida tem girado em torno da infertilidade, e da procura constante pelo filho tão desejado.

Preciso passar para  o meu blog tudo o que passei até porque não sei se mais alguma vez irei viver aquela felicidade, e também porque quero que fiquem registados todos os passos de uma gravidez muito desejada, que infelizmente não teve um final feliz.

Irei fazê-lo por fases, porque é uma história muito longa, e não quero cansar-vos.

 

Dia 15 de Maio de 2006 - Depois de 16 anos à espera de ver num papel A4, ou de ouvir num simples telefonema - "Parabéns está Grávida", eu consegui, ler no simples papel A4 o nº que mudava a minha vida.

Fiquei eufórica, chorei, ri, fiz dezenas de telefonemas a contar a novidade, nem estava em mim...

No mesmo dia, eu e o meu B. fomos jantar fora, e o tema de conversa era sempre o mesmo, lembro-me que nessa noite nem dormi passaei-a com a mão colada na minha barriga.

No dia seguinte a euforia continuava, depois de chegar ao emprego fui invadida com felicitações, como é normal.

Passada uma semana, comecei a ponderar toda aquela euforia. E comecei a pensar que poderia aquele papel A4 estar enganado, e eu estar a precipitar-me.

Sem exitar fui repetir a análise. Mas não era engano. Mais uma vez os nºs ditavam a minha enorme felicidade. Dentro de mim gerava vida.

Mais uma semana passou, e com 6 semanas lá fui a Gaia fazer a 1ª eco. Ia nervosa, não nego. Algo poderia não estar bem, e na minha cabeça passava muita coisa. À porta da sala 5, à espera para entrar, lembro-me que sentia o meu coração, a bater na minha boca tal era o meu medo.

Lá entrei, e as médicas (2) estavam à minha espera com um grande sorriso e logo se levantaram e nos deram os parabéns. Eu sei, que até para uma equipa médica, este resultado ao fim de tantos anos, é um brio profissional e aquela gravidez não era só minha, mas sim de todos os que interviram para que eu estivesse ali naquele momento.

Pergunta-me a médica: - Então acha que é só um ou dois? E eu respondi-lhe: - Só um Drª. Não acreditava que tivesse tanta sorte, e Deus me tivesse abençoado com 2 bebes.

Mas ao fazer a Eco, pergunta-me a Drª: - Quantas assoalhadas tem? Pronto, eu vi logo...e mais uma vez não cabia em mim. Finalmente Deus tinha-se lembrado de nós, e o milagre aconteceu.

2 saquinhos com os embriõzinhos estavam ali, e ao vê-los pela 1ª vez pensei: nem acredito que estes são os meus filhos. Não dava para ouvir os corações, por isso fui repetir a eco passada uma semana.

Às 7 semanas lá rumei a Gaia, e estavam lá os coraçõzinhos a bater e a cintilar naquele monitor.

Só que, algo me preocupava. Estava a perder umas "borras", e a médica receitou-me baixa por uns 4 dias e repouso ao qual segui.

Parou, mas às 8 semanas uma hemorragia fez com que pensa-se que tudo estava perdido, e corri para as urgências, desta vez no hospital de V. Franca de Xira (minha área de residência). Assustada, e com o coração de novo a sair-me na minha boca lá fiz uma eco, mas os bebes estavam bem, nem havia descolamento, portanto seria preciso repousar que logo passaria. E assim foi, no outro dia não tinha nada.

Mas às 9 semanas o susto voltou e de novo hemorragia. Lá voltei ao hospital, e por incrível que possa parecer os médicos obstetras nem sabiam o que era uma FIV. Depois de explicar o tipo de ttt que fiz, lá fui ver de novo os bebes, sempre lindos...e de novo tudo bem, portanto, eu teria um coágulo no colo do útero que tinha derivado da implantação, e enquanto não saí-se iria continuar assim. Repouso e mais repouso, e lá passou.

Desde as 9 semanas que a minha gravidez gemelar era excelente. Nada de enjoos, de tonturas de nada. Sentia-me muito bem e a mulher mais feliz do mundo...

Bjs sentidos

Susana Pina

publicado por sonhoterumfilho às 16:01
link do post | comentar | ver comentários (21) | favorito
Sexta-feira, 21 de Setembro de 2007

Passado 1 Ano...

...Sinto o Vazio.

...As saudades aumentaram a um ritmo alucinante.

...A dor da perda é infindável

...E o coração está sofrido.

Hoje, dia 21 de Setembro, pelas 11 horas faz 1 ano que as minhas meninas quiseram vir ao mundo, um mundo que nunca chegaram a conhecer.

Onde quer que estejam, os vossos pais têm-vos nos nossos corações para sempre.

Hoje é um dia particularmente triste. Sinto-me a viver cada minuto de tudo o que passei, naquele fatídico dia. É como se fosse hoje. Mesmo que tente procurar na minha memória  o que se passou na minha vida desde então, não consigo ver nada, fica o vazio e a sensação de que parei no tempo hà um ano atrás.

Um dia, com calma, contarei como tudo aconteceu, porque preciso para poder aliviar a minha alma.

Sei, que este cantinho, não será o ideal, porque é suposto poder transmitir força a quem sofre de infertilidade, porque foi para isso que criei este blog, mas este também é o meu cantinho, aquele onde posso colocar todos os meus sentimentos que de outra forma não consigo fazer.

Em casa, deixei, 2 velinhas acesas perto de Nª Srª De Fátima, e 2 rosas brancas, quando as acendi rezei, e pedi à Vrgem que as minhas filhas estejam em Paz e que nunca se esqueçam dos pais que as adoram.

Um bj muito grande e triste

Susana Pina

publicado por sonhoterumfilho às 09:28
link do post | comentar | ver comentários (40) | favorito
Quarta-feira, 19 de Setembro de 2007

Uma Semana...

...de emoçóes, muito complicadas...

Bjs grandes

Susana Pina

publicado por sonhoterumfilho às 11:37
link do post | comentar | ver comentários (17) | favorito
Sexta-feira, 7 de Setembro de 2007

Ontem fiquei triste...

Ontem encontrei uma pessoa que conheço desde a minha infância, e pela qual nutro uma grande empatia.

É claro que ela conhece todo o meu historial de ttt,Costumo ir muitas vezes ao seu local de trabalho, mas desta vez que me tive que dirigir lá, não a vi, e foi outro funcionário a atender-me, mas já estava para me vir embora, apareceu ela, com um ar abatido e veio logo ter comigo.

Desde Julho que não a via, pois estive de férias e não voltei lá mais, na ultima vez que a vi, ela estava felicissima, com a 2ª gravidez que tinha confirmado à poucos dias atràs. Para além de ter uma menina linda, esta gravidez tinha sido planeada e muito desejada, e nem os 36 anos que se apoderam dela, a fizeram deixar de sonhar com o 2º filho.

Quando ontem a vi, perguntei-lhe logo pelo bebé, não notava nada na sua barriga, mas também com a roupa que trazia acabava por disfarçar. Quando ela me disse com um ar muito triste: - Susana, já não há bebé...

Nem sabia o que dizer. Fiquei sem palavras, parecia que me tinha caído o chão, e só me limitei a pedir desculpa.

Ela saíu do local de trabalho e acabamos por estarmos à conversa ali mesmo, sozinhas e em sofrimento

Dizia ela que só se lembrava de mim, e de mim, e de mim...

O bebé dela parou de crescer às 8 semanas de gestação. Teve que fazer raspagem, e...Meu Deus, porquê, porquê, porque é que temos que passar por isto?

Perguntei-lhe como estava psicológicamente, e ela diz que custa muito, e que nem sabe se vale a pena voltar a tentar.

Saí daquele edificio com os olhos replectos de lágrimas e só quando entrei no carro as deixei caír.

Se antes do que me aconteceu, eu já ficava sensibilizada com todas as mulheres que perdiam os bebés, agora estou muito mais, e fico mesmo muito chocada, e revoltada quando sei que alguém teve que passar por tudo o que eu já passei, e digo-vos amigas, NÃO É FÁCIL. Todos os dias, todas as horas as minhas bebés estão presentes no meu pensamento e as saudades a cada dia que passa aumentam a um ritmo alucinante.

Espero que ela encontre as forças necessárias para superar tudo o que passou, assim como todas as que têm que passar por tamanho desgosto.

Precisava desabafar, porque sinto um nó na garganta, hoje estou assim, nostálgica, talvez amanhã seja um dia melhor.

 

Já repararam no meu perfil? 17 anos de luta. Sinal de que houve aniversário de casamento. No dia 19 de Agosto completamos mais um aninho, como o tempo passa...

 

Um bj enorme a cada uma de vós

Susana Pina

publicado por sonhoterumfilho às 10:50
link do post | comentar | ver comentários (17) | favorito
Segunda-feira, 3 de Setembro de 2007

Volteiiiiiiii!!!!!!

Amiguitas,

já voltei, das minhas férias. Não se pode dizer que tenham sido as melhores, pois as notícias do decorrer do meu ttt, não foram as melhores.

Estava tudo a correr bem, até à punção, mas depois o namoro, é que não correu nada bem. Dos 7 óvulos microinjectados, só me restou um embrião ao 3º dia, e que só tinha 4 células, o que era pouco para o 3º dia.

Quando  nos foi posto ao corrente a situação de transferir um embrião fraquinho, eu não exitei e perguntei à bióloga se o facto de só ter um embrião e de má qualidade, se teria a ver com os óvulos serem maus para fecundar, e ela só me respondeu que não sabiam, mas que poderá ter a ver com oa óvulos, com os espermatozóides, ou até com ambos.

Sinceramente o que começo a pensar, é que o meu corpo está a dar sinais de cansaço e a própria idade começa a ter influência.

Não fiquei triste com o desfecho deste ttt, fiquei triste sim, porque fecharam-se as portas em mais um centro público, e mais uma vez tenho que recomeçar tudo. Fiquei triste sim, porque agora começo a perceber que a idade tem muita influência e a quantidade de ttt também.

No dia em que recebi o resultado da beta, toda a minha tristeza recaíu nas minhas bebés que perdi hà 11 mêses. Revivi tudo de novo, e o tempo para mim tinha parado no dia 21 de Setembro de 2006. E a pergunta sempre insistente na minha cabeça do PORQUÊ? martelava, martelava, martelava...

Mas hoje sinto-me melhor, com força para seguir. Tenho a 1ª consulta no Stº António marcada

para 19 de Outubro, e vou ver o que têm para me dizer. Tenho vontade de fazer mais um ttt, até porque vou experimentar um sítio diferente, outro laboratório, outros profissionais de saúde, mas se continuar a ter os mesmos resultados de má qualidade dos embriões, vou parar. Começo a ficar cansada, de tanto lutar de tanto sofrer e não ter a recompensa.

Quero deixar aqui um miminho muito especial a uma pessoa especial.

Minha querida PI, muitos Parabéns pelo teu Vasco e pela tua Marta. Mereces toda essa felicidade e muito mais.

Hoje retribuo as palavras que um dia me deixas-te: Obrigada por nunca deixares morrer o sonho.

Que esta Felicidade que hoje vives, se prolongue para o resto das vossas vidas.

Quero agradecer todos os telefonemas e sms, OBRIGADA, pela força, pelos miminhos, pela preocupação, OBRIGADA, por estarem sempre presentes quando eu mais preciso de todas vós.

E agora, minhas amigas, vão ter que me aturar, pois estou de regresso, e não vos vou deixar.

Uma beijoca bem amiga

Susana Pina

publicado por sonhoterumfilho às 11:09
link do post | comentar | ver comentários (26) | favorito
Lilypie Angel and Memorial tickers Lilypie Second Birthday tickers

.links